As notícias mais relevantes desta domingo para você formar sua opinião sobre a pauta socioambiental
Se você não consegue ler esta mensagem, acesse https://manchetes.socioambiental.org/ para visualizar em seu navegador
14/05/2018 | Ano 18
As notícias mais relevantes desta domingo para você formar sua opinião sobre a pauta socioambiental
DIRETO DO ISA
ICMBIO aprova visitação ao Pico da Neblina e Yanomami comemoram
Falta pouco para que os Yanomami possam iniciar o ecoturismo ao Yaripo, como eles chamam o Pico da Neblina, ponto mais alto do Brasil. O projeto, que teve o plano de visitação aprovado pelo ICMBio, aguarda agora a aprovação da Funai para que a atividade esteja regularizada
Comunidades Indígenas avançam no ordenamento da pesca esportiva
Desafio de quase duas décadas, o ordenamento do turismo de pesca esportiva no Rio Negro ganha forma e consolida o protagonismo das comunidades indígenas na preservação da Amazônia e inovação em modelos de negócios socioambientais
BELO MONTE
Novo linhão de Belo Monte trava nas fazendas de Daniel Dantas, no Pará
A construção do novo linhão de transmissão da energia de Belo Monte travou nas fazendas do banqueiro Daniel Dantas, no Pará. Antes de retirar a energia do Rio Xingu, em Altamira (PA), para entregá-la no Rio de Janeiro por meio de uma rede que terá 2.526 quilômetros de extensão, os construtores do projeto precisam chegar a um acordo com o dono do banco Opportunity: o traçado previsto para a linha passa por dentro de quatro fazendas de Dantas
OESP, 13/5, Economia, p.B1.
Linhão pode afetar 2 mil árvores, diz Santa Bárbara
A área prevista para ser cortada pela linha que ligará a usina de Belo Monte ao Rio de Janeiro, e que virou alvo de disputa judicial, envolve uma faixa de isolamento de até 120 metros, ao longo da qual há “produções de teca (madeira) e cacau, que possuem relevante valor econômico”. Foi o que reconheceu a Justiça do Pará, ao acatar os argumentos da Agropecuária Santa Bárbara, do banqueiro Daniel Dantas, contrária à obra
OESP, 13/5, Economia, p.B4.
QUILOMBOLAS
Prêmio BNDES valoriza melhores experiências em sistemas agrícolas tradicionais
Reconhecer e valorizar boas práticas de salvaguarda e conservação de bens culturais e imateriais associados à agrobiodiversidade, exemplos de convivência com a terra, amostras da genuína cultura do campo em que natureza e comunidades se misturam e se confundem num jeito de viver especial. Este foi o objetivo do Prêmio BNDES 2018, que acaba de divulgar a lista de experiências que se destacaram em Sistemas Agrícolas Tradicionais (SAT) no Brasil. Cinco delas foram consideradas as melhores, por revelarem a determinação e a capacidade criativa dos produtores na luta pela sobrevivência em harmonia com a terra. O terceiro lugar coube à Associação dos Remanescentes de Quilombo de São Pedro, de Eldorado (SP). Os primeiros cinco colocados receberão o valor bruto de R$ 70 mil e os demais R$ 50 mil.
Embrapa, 11/5.
CÓDIGO FLORESTAL
Com transparência se implementa a Lei Florestal
Encontro do Observatório do Código Florestal debateu a importância da abertura das bases de dados ambientais para avançar na implementação do Código Florestal
Observatório do Código Florestal, 11/5.
AMAZÔNIA
Aeroporto do AM em rota de tráfico de drogas não tem fiscalização da PF
Localizado em rota tradicional de entrada de drogas colombianas no país, o aeroporto de São Gabriel da Cachoeira (AM) não tem fiscalização da Polícia Federal e conta apenas com dois agentes da Guarda Municipal. São Gabriel (850 km em linha reta de Manaus) possui o único aeroporto com linha comercial da região, chamada de Cabeça do Cachorro. A área tem cerca de 900 km de fronteira com a Colômbia, o maior produtor de cocaína do mundo, e 700 km com a Venezuela, que atravessa grave crise política e econômica
FSP, 14/5, Cotidiano, p.B6.
PANTANAL
Pantanal ameaçado
"Um novo sinal de alerta surge agora com o relatório "Análise de Risco Ecológico da Bacia do Rio Paraguai", do WWF. Trata-se da segunda edição do trabalho, cinco anos depois do primeiro esforço para desenvolver indicadores de saúde ambiental. Os fatores de estresse para o ambiente natural são variados. Por exemplo a agropecuária de larga escala, como soja, cana e gado, que aumenta a erosão e carreia sedimentos, assoreando os rios, riachos e corixos pantaneiros ", artigo de Marcelo Leite
FSP, 13/5, Ciência, p.B9.
MINERAÇÃO
Relatório vê cumplicidade de bancos europeus em Mariana
Para ONG alemã, grandes instituições financeiras europeias foram coniventes com o desastre ao manterem relações comerciais com a BHP e a Vale, acionistas da Samarco
Deutsche Welle, 11/5.
A tragédia e a tragédia de Mariana
"Vila destruída por lama muda de lugar, mas atividade que gerou a tragédia continua. Está começando agora a construção de uma pequena vila no município de Mariana, em Minas Gerais, a nova Bento Rodrigues. Os trabalhos vão levar pelo menos dois anos. Como ainda não têm as licenças ambientais obrigatórias, certamente ocorrerão atrasos. Os dois anos podem, fácil, virar quatro ou mais", artigo de Leão Serva
FSP, 14/5, Opinião.
POLÍTICA SOCIOAMBIENTAL
Desastres ambientais vão para a conta do agro, diz ministro
Para Edson Duarte, do Meio Ambiente, setor rural só tem a perder com flexibilização do licenciamento ambiental e das regras para agrotóxicos: “Atalho pode tornar a estrada mais longa”
Observatório do Clima, 13/5.
GERAL
Marina Silva omite processos, mas acerta sobre meio ambiente
Presidenciável exagerou sobre pessoas retiradas da pobreza extrema no governo Lula e errou número de povos indígenas
A Pública, 11/5.
Diversidade da vida
"A ciência tem demonstrado que estamos destruindo a vida em escala assombrosa, em velocidade similar à das grandes extinções. As duas maiores causas hoje são o uso do solo, especialmente o desmatamento, e as espécies exóticas. E então virá um tsunami: o aquecimento global. Quando o tema surgiu, tratava-se de uma questão de valor, de amor à vida. Muitos dos humanos temos amor à natureza, aos biomas, aos animais, às plantas e sentimos indescritível horror frente à possibilidade de, sem necessidade alguma para o bem-estar da humanidade, eliminarmos para todo o sempre essas maravilhas da vida", artigo de Sérgio Besserman Vianna
O Globo, 13/5, Opinião, p.15.
Saneamento paulista
Equacionados os desafios mais imediatos da crise hídrica, que exigiu pesados gastos em abastecimento de água, a estatal paulista Sabesp se prepara para uma nova etapa — com foco em ganhos de eficiência e aumento da cobertura de saneamento, visando sua universalização até 2030
FSP, 12/5, Opinião, p.A2.
Outras Noticias
O alerta foi dado
PM apreende mais de 700 litros de combustível que iriam para região de garimpo
Corais da Amazônia se estendem até Guiana Francesa
Pesquisadores defendem mais investimento em ciência para salvar a Amazônia
Desmatamento ao longo da BR-319 soma 1,7 milhão de hectares no Amazonas e Rondônia, diz Idesam
Guiana francesa se divide em debate público sobre projeto de mineração
Governo Federal decreta desapropriação de imóveis ocupados por quilombo na PB
Loteamento político na Reserva do Tinguá gera mal estar entre servidores
Embarcação com mais de 60 bois vivos naufraga no Pará
Confira as edições anteriores
Junte-se ao ISA
Clique aqui e saiba mais!
Siga-nos
ISA - Instituto Socioambiental · www.socioambiental.org
Cancelar recebimento · Sobre o ISA · Banco de notícias · Acervo · Contato