As notícias mais relevantes desta segunda-feira para você formar sua opinião sobre a pauta socioambiental
10/10/2017 | Ano 18
As notícias mais relevantes desta segunda-feira para você formar sua opinião sobre a pauta socioambiental
ÁREAS PROTEGIDAS
Ruralistas querem extinguir áreas protegidas quando governo não indenizar proprietários
Parte de ofensiva ruralista, projeto pode ser votado em comissão, na manhã desta terça (10/10)
Direto do ISA, 9/10.
CERTIFICAÇÃO FLORESTAL
Nova certificação deve impulsionar manejo florestal
A tentativa de dar escala ao manejo florestal no Brasil, estagnado há alguns anos, poderá ganhar impulso esta semana: a validação de um formato mais realista de certificação destinado a comunidades ribeirinhas e territórios indígenas do país. A mudança está em discussão por delegações internacionais do FSC (sigla em inglês para o Conselho de Manejo Florestal), reunidas em sua 8ª Assembleia Geral no Canadá, e visa levar a certificação a essas populações, ainda pouco atendidas. Até sexta-feira, as dezenas de delegados do FSC deliberarão sobre esta e outras 60 moções, na tentativa de trazer mais inclusão e dinamismo ao selo florestal mais respeitado do mundo, que enfrenta desafios para crescer em mercados cruciais como o Brasil
Valor Econômico, 10/10, Agronegócios, p.B12.
BARRAGENS
País tem ao menos 25 barragens com risco de ruptura
Ao menos 25 barragens no país têm danos estruturais que afetam a segurança, mostra o primeiro relatório da ANA após o desastre da barragem da Samarco, em Mariana (MG). Das 25 barragens, 16 são públicas e 9 privadas, sendo a maioria ligada ao agronegócio. Nenhuma delas tem relação com mineração ou geração de energia. Em Alagoas, por exemplo, são sete em usinas de açúcar e álcool que estão comprometidas. O número, no entanto, é subdimensionado, diz Alan Vaz Lopes, superintendente-adjunto de fiscalização. Imagens de satélite apontam ao menos 22.920 barragens no país. Mas órgãos fiscalizadores não têm informações suficientes sobre 18.593 delas
FSP, 10/10, Cotidiano, p.B6.
CONCENTRAÇÃO URBANA
Brasil mal distribuído
Com um território de mais de 8,5 milhões de quilômetros quadrados, o Brasil tem a maior parte de sua população em território considerado urbano. Um novo estudo da Embrapa, baseado em imagens de satélite, mostra que a área urbana corresponde a apenas 0,63% de todo o território. O levantamento aponta uma área urbana de 54.077 km2, número bem menor que os 104.515 km2 de área urbana considerados hoje na classificação usada pelo IBGE. A Embrapa considerou como área urbana no estudo regiões com "paisagens típicas de cidades, como aglomerações de residências, loteamentos com arruamentos definidos e concentração de construções industriais". Com isso, a Embrapa aponta que 84,3% da população brasileira vive em apenas 0,63% do território nacional
FSP, 10/10, Cotidiano, p.B3.
ENERGIA
Casa Branca reduz regulação ambiental de usinas elétricas e exalta uso do carvão
O governo Donald Trump iniciará nesta terça-feira o processo para desmantelar regras ambientais adotadas por Barack Obama para reduzir as emissões de gases poluentes das usinas de eletricidade do país, em especial as que são movidas a carvão. Com a medida, o presidente cumpre uma de suas principais promessas aos eleitores dos Estados produtores de carvão, nos quais ele venceu na disputa de novembro. "A guerra contra o carvão chegou ao fim", declarou ontem o secretário de Proteção Ambiental, Scott Pruitt. O plano que o atual governo pretende revogar prevê que, até 2030, as usinas de energia terão de cortar suas emissões em 32% em relação aos patamares de 2005. Adotada em 2015, a regulamentação foi suspensa pela Suprema Corte, no início de 2016, e ainda não foi implementada
OESP, 10/10, Internacional, p.A10; FSP, 10/10, Mundo, p.A11; Valor Econômico, 10/10, Internacional, p.A9.
Império do sol
"A eletricidade produzida a partir da luz do sol aparece como a grande estrela do relatório 'Renováveis 2017 - Análise e Previsões para 2022', da Agência Internacional de Energia. E a maior responsável por isso, mais uma vez, é a China. A geração solar foi a que mais cresceu entre as energias renováveis, alcançando quase a metade (45%) dos 165 gigawatts de capacidade adicionada em 2016, excluídas fontes de origem fóssil e nuclear. O Brasil instalou 7,8 GW de renováveis no ano passado -de um total de 9,5 GW no país-, repartidos entre usinas hidrelétricas (5,2 GW) e eólicas (2,6 GW). Mantém uma das matrizes de geração mais limpas, mas contribui com menos de 5% do crescimento verde mundial. Já a China responde por 40% da capacidade renovável adicionada em 2016, e a maior parte disso provém da energia solar", editorial
FSP, 10/10, Editoriais, p.A2.
A energia renovável variável
"A inserção de energias renováveis variáveis é uma tendência e, simultaneamente, um dos grandes desafios do setor elétrico mundial. O Brasil, que já possui uma matriz altamente renovável e que a cada dia que passa insere mais energias renováveis variáveis, precisa aprender as lições que podem ser extraídas a partir dos problemas vividos em outras partes do globo. A liderança global que buscamos em energia renovável deve ser conquistada com sustentabilidade nas três dimensões: ambiental, social e econômica", artigo de Claudio Sales e Alexandre Uhlig
Valor Econômico, 10/10, Opinião, p.A11.
Outras Noticias
ICMBio abre parcerias privadas para “uma Bélgica” de parques nacionais na Amazônia, Sul e Sudeste
Corredor ecológico não salva espécies do aquecimento global
Lideranças da Terra Indígena Raposa Serra do Sol entregam ao STF dossiê sobre avanços e conquistas após homologação
MP que aumenta royalties da mineração será debatida na quarta-feira
Relatório da Pastoral da Terra mostra crescimento da violência no campo
Atlas de répteis demonstra importância de regiões secas para biodiversidade
Estudo detecta pesticidas em 75% das amostras de mel do mundo inteiro
Servidores se mobilizam contra loteamento político na área ambiental
Disputas pelo poder político causam aumento da violência contra os povos indígenas
Funai autoriza pavimentação de rodovia em Mato Grosso
Sobre os ruralistas e a preservação do meio ambiente, artigo de Rui Daher
Confira as edições anteriores
Junte-se ao ISA
Clique aqui e saiba mais!
Siga-nos
ISA - Instituto Socioambiental · www.socioambiental.org
Cancelar recebimento · Sobre o ISA · Banco de notícias · Acervo · Contato