As notícias mais relevantes desta sábado para você formar sua opinião sobre a pauta socioambiental
Se você não consegue ler esta mensagem, acesse https://manchetes.socioambiental.org/ para visualizar em seu navegador
09/10/2019 | Ano 19
As notícias mais relevantes desta sábado para você formar sua opinião sobre a pauta socioambiental
DIRETO DO ISA
Ministro de Infraestrutura sugere licenciamento convencional para a BR-319
O ministro de Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, sugeriu que o licenciamento da pavimentação da rodovia BR-319 (Manaus-Porto Velho) deve ser convencional, e não simplificado. A obra é uma das mais controversas do país e uma das prioridades do governo Bolsonaro. A estrada ameaça ampliar o desmatamento num dos trechos mais preservados da Amazônia, fragmentando a floresta e produzindo impactos ambientais negativos de grande escala. Fala de Tarcísio de Freitas na Câmara vai contra proposta incluída em relatório sobre nova lei e coloca em dúvida posição do governo
Patrimônio agroalimentar é tema de evento realizado em São Paulo
Muito mais do que uma mistura de aromas e sabores. Saberes, práticas, produtos e técnicas ligadas ao preparo de alimentos prometem atrair o público interessado nos modos tradicionais de produção que integram o sistema agroalimentar brasileiro. Parte do conhecimento transmitido ao longo de gerações será compartilhado durante evento gratuito organizado pela Superintendência do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em São Paulo (Iphan-SP), nos dias 18 e 19 de outubro, com o tema Patrimônio agroalimentar: promovendo saberes e práticas
POVOS INDÍGENAS
Tem Fake News na tribo
Além dos programas em busca da economia sustentável, movimento indígena tem rede de rádio para combater notícias falsas no noroeste amazônico. As estações de rádio fazem parte da Rede Wayuri, coordenada por 18 comunicadores espalhados pela região. O tempo de transmissão é dividido para mensagens entre a cidade e as comunidades, questões de saúde e do movimento indígena, e a preocupação com as chamadas Fake News, ultimamente, passou a ser constante. “A gente já foi vítima de uma mentira dessas um tempinho atrás, isso deu trabalho”, lembrou o presidente da Foirn, Marivelton Rodrigues Barroso. “Pegaram um vídeo de uma reportagem em que um ex-diretor da Foirn diz que a gente geriu na época do convênio da Saúde, R$ 11 milhões, só que o pessoal recortou como se a gente tivesse ainda executando essa coisa, um teto de R$ 11 milhões para promover ações nas comunidades, e não era verdade, mas isso potencializou aqui na cidade. Tem muita gente contra aqui”
Projeto Colabora, 08/10.
Lideranças indígenas de Raposa Serra do Sol e Roraima respondem governo Bolsonaro em documento
Lideranças indígenas de Roraima, entre elas da Terra Indígena (TI) Raposa Serra do Sol, prepararam um dossiê contestando afirmações do governo Jair Bolsonaro e do próprio presidente sobre o desenvolvimento de atividades econômicas na região. Na avaliação dos indígenas, “não há argumentos antropológicos ou jurídicos que vinculem o direito pleno à terra indígena a um certo desenvolvimento sociocultural e econômico entre os povos envolvidos”
G1, 09/10.
MPF instaura procedimento para apurar aumento de discriminação e violência contra indígenas no Paraná
O Ministério Público Federal em Umuarama (PR), instaurou procedimento para apurar a denúncia de um quadro generalizado de discriminação e violência contra as comunidades indígenas Avás-Guarani presentes nos municípios de Guaíra e Terra Roxa, no Noroeste do Estado. A determinação ocorreu após reunião realizada com lideranças indígenas na segunda-feira (7), na sede da Procuradoria
MPF, 08/10.
Comissão de Direitos Humanos da OEA pede ao Brasil que adote medidas de proteção à comunidade indígena Guyraroká
A Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) da Organização dos Estados Americanos (OEA) publicou resolução solicitando ao Brasil que adote as medidas cautelares necessárias para garantir o direito à vida e à integridade pessoal dos membros da comunidade indígena Guyraroká, do povo Guarani Kaiowá, localizada no município de Caarapó (MS). Para a comissão, os indígenas estão em situação de risco por sofrer ameaças, assédios e atos de violência supostamente cometidos por fazendeiros no contexto de uma disputa de propriedade de terras
MPF, 08/10.
POLÍTICA SOCIOAMBIENTAL
França diz que não assinará o acordo UE-Mercosul nas atuais condições
A ministra do Meio Ambiente da França, Elisabeth Borne, alertou nesta terça-feira que seu país não assinará o acordo alcançado entre a União Europeia e os países do bloco Mercosul (Argentina, Brasil, Uruguai e Paraguai) nas condições atuais. "Não podemos assinar um acordo comercial com um país que não respeita a Amazônia e não respeita o acordo de Paris (clima)", disse a ministra do Meio Ambiente
El País, 08/10.
DESMATAMENTO
Campanha britânica pede a redes de fast-food boicote contra soja brasileira de área desmatada
Ambientalistas passaram a cobrar que as maiores redes de fast food do Reino Unido boicotem a soja exportada pelo Brasil e usada para alimentar os animais transformados em comida por essas empresas. Em 2018, os britânicos importaram quase 240 milhões de libras em soja (ou R$ 1,2 bilhão) do Brasil. Isso equivale a quase 30% — 761 mil das 2,5 milhões de toneladas — da importação média anual de soja do país, a maioria voltada à pecuária. Apenas 14% desse total têm certificação de "desmatamento zero", segundo a Iniciativa de Comércio Sustentável (STI, na sigla em inglês), uma das menores taxas da União Europeia
BBC Brasil, 09/10.
QUILOMBOLAS
A batalha pelo ouro roxo
Conflito entre quilombolas e fazendeiro teve tentativa de homicídio e uso de milícia; MPF cita “risco de morte” se decisão judicial em área rica em açaí não for cumprida. Alfredo Batista Cunha contorna o mapa com os dedos para mostrar a terra pleiteada pela comunidade remanescente de quilombo do Gurupá, na Ilha do Marajó, uma região no Pará de mais de 10 mil hectares disputada por pretos quilombolas e brancos fazendeiros. A titulação do território, já conquistada pelos quilombolas na Justiça, envolve a disputa do açaí, conhecido como “ouro roxo” paraense
A Pública, 08/10.
ONU
Mais de cem entidades se unem contra eleição do Brasil na ONU
Num ato inédito, indígenas, defensores de direitos humanos, juízes, grupos anti-castristas, líderes do movimento sem-terra, LGBT, católicos, movimento negro, de mulheres, ambientalistas e entidades internacionais se unem em uma coalizão de mais de cem instituições para declarar sua preocupação com a candidatura do governo de Jair Bolsonaro na ONU. Numa carta enviada a todos os governos na manhã desta terça-feira, o grupo pede que o Brasil não receba os votos dos países estrangeiros diante da ofensiva de Bolsonaro contra os direitos humanos e contra a democracia
UOL, 08/10.
ZONA COSTEIRA
Manchas em praias do Nordeste são mistura de óleos venezuelanos, diz relatório da Petrobras
Ao todo, 138 áreas do litoral nordestino foram atingidas por resíduos. Petrobras trabalha com três hipóteses: navio afundado; acidente em passagem de óleo; e despejo criminoso. Um relatório da Petrobras afirma que as manchas que estão poluindo praias do Brasil são uma mistura de óleos da Venezuela. Na terça-feira (8), subiu para 138 o número de áreas do litoral nordestino com resíduos. O óleo denso e pegajoso chegou nesta terça ao litoral norte da Bahia, nas praias do Forte, Baixio e Porto de Sauípe
G1, 08/10, Política.
Outras Noticias
Comunidade amazônica tenta superar o turismo de vida selvagem ilegal
Carlos Nobre defende uso da 4ª Revolução Industrial para desenvolver Amazônia
Brasil tem política indígena racista, diz relatora da ONU
'Amazônia e seus habitantes estão ameaçados de extinção', alerta documento apresentado no Sínodo
'Seria uma grande burrice atropelar o processo de licenciamento', diz ministro da Infraestrutura
Por que o turismo indígena pode salvar o Brasil e os brasileiros?
Sting apoia indicação do líder indígena Raoni ao Nobel
Em áudios, ex-senador previne garimpeiros sobre fiscalização do Ibama
Garimpeiros mostram decepção com Bolsonaro e buscam Onyx
Mantido ritmo, Brasil vai atrasar em 30 anos meta de saneamento universal
Ministro responsabiliza governos passados por problemas na política ambiental
Bienal de Arte Contemporânea traz 'margens' e 'brechas' ao centro da discussão
Bastidores: Igreja vai se opor a planos de Bolsonaro no Sínodo da Amazônia
Projeto define objetivos de políticas públicas para povos e comunidades tradicionais
Investigações identificam óleo venezuelano em praias do Nordeste
Indígenas de Brumadinho (MG) sofrem com falta de água
Confira as edições anteriores
Junte-se ao ISA
Clique aqui e saiba mais!
Siga-nos
ISA - Instituto Socioambiental · www.socioambiental.org
Cancelar recebimento · Sobre o ISA · Banco de notícias · Acervo · Contato