As notícias mais relevantes desta sábado para você formar sua opinião sobre a pauta socioambiental
Se você não consegue ler esta mensagem, acesse https://manchetes.socioambiental.org/ para visualizar em seu navegador
08/10/2019 | Ano 19
As notícias mais relevantes desta sábado para você formar sua opinião sobre a pauta socioambiental
DIRETO DO ISA
Ex-coordenadores criticam exoneração arbitrária de responsável por indígenas isolados na Funai
A exoneração arbitrária de Bruno Pereira do cargo de Coordenador-Geral de Índios isolados e Recém Contatados (CGIIRC) da Fundação Nacional dos Índios (Funai) gerou reações entre os ex-ocupantes do cargo. Em carta, ex-coordenadores da CGIIRC manifestaram sua preocupação com a decisão e apontam possível interferência ideológica na decisão
Está no ar a nova edição digital do boletim do ISA
A campanha #PovosDaFloresta e as comemorações pelos 25 anos do ISA são o destaque desta edição com o resumo das atividades no primeiro semestre de 2019. A publicação registra ainda, entre outros assuntos, a resistência ao desmonte das políticas socioambientais do governo Bolsonaro, o desmatamento descontrolado no Xingu, e a doação do acervo do ISA para o Museu Nacional do Rio de Janeiro, incendiado no ano passado. Confira e assista aos vídeos
FUNAI
Antropóloga e indigenista. Uma mulher à frente das missões com índios isolados e de recente contato
Paula Wolthers de Lorena Pires será a nova Coordenadora-Geral de Índios Isolados e de Recente-Contato (CGIIRC). Servidora da Funai há oito anos, a antropóloga e indigenista é uma das primeiras mulheres a encabeçar a coordenação. "Nossa prioridade é manter as equipes em campo de forma permanente para a proteção dos povos indígenas isolados e de recente contato. O cerne do trabalho da CGIIRC é esse. Queremos abrir as bases de proteção que precisam ser abertas e lutar pela manutenção de todas que estão ativas ", comenta Wolthers que atualmente é coordenadora de Planejamento e Apoio às Frentes de Proteção Etnoambiental (Coplaf)
Funai, 07/10.
Coordenador de setor de índios isolados da Funai no AM pede demissão
A divisão de proteção a índios isolados e de recente contato da Funai está sem comando na terra indígena Vale do Javari, no Amazonas, uma das maiores terras indígenas demarcadas do País, com mais de 8 milhões de hectares e que concentra o maior número de registros de povos indígenas isolados em todo o mundo. Na noite da última sexta-feira, o coordenador-geral substituto da Coordenação de Índios Isolados e de Recente Contato da Funai, Francisco Ribeiro Gouvea, pediu para deixar o posto. Sua saída ocorre em um momento em que o futuro coordenador da divisão de isolados da Funai, Macxiel Pereira, foi brutalmente assassinado na frente de seus familiares, na cidade de Tabatinga (AM), além da decisão do governo de exonerar, na semana passada, o coordenador-geral da área em Brasília, Bruno Pereira.
OESP, 08/10, Política, p.A4.
TERRAS INDÍGENAS
Liminar suspende efeitos de decisão que anulou demarcação de terra indígena no PR
A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu liminar na Ação Rescisória (AR) 2750 para suspender os efeitos de decisão da Justiça Federal em processo que discute a nulidade da demarcação da Terra Indígena Toldo Boa Vista, do povo Kaingang. Segundo a ministra, a comunidade indígena não foi incluída no processo, como exige o ordenamento jurídico
STF, 07/10.
MINERAÇÃO
Dezenove pessoas são presas suspeitas de extração ilegal de minérios em RO
Dezenove pessoas foram presas em meio uma ação de equipes da Polícia Federal (PF), Exército Brasileiro e Força Nacional suspeitas de extração ilegal de minérios. Os trabalhos contaram com o auxílio de cerca de 100 agentes. O resultado foi divulgado pela PF na noite da segunda-feira (7). A operação aconteceu no distrito de Jaci-Paraná, a cerca de 80 quilômetros do perímetro urbano de Porto Velho, em uma área de preservação ambiental no rio Madeira
G1, RO, 07/10.
POLÍTICA SOCIOAMBIENTAL
Amazônia, discurso na ONU, lealdade a Trump: Os riscos da política externa de Bolsonaro
O governo Bolsonaro tem buscado mudanças profundas na forma como o Brasil se relaciona com o mundo. São guinadas na política externa que geram oportunidades, mas também riscos. O setor produtivo brasileiro também é impactado pelas opções de política externa. Desde que os incêndios e o aumento do desmatamento na Amazônia passaram a receber atenção mundial, algumas grandes marcas decidiram suspender a compra de matéria-prima exportada pelo Brasil
BBC Brasil, 08/10.
AMAZÔNIA
Salles sugere que países ricos paguem 120 dólares por hectare para proteger Amazônia
Ministro do Meio Ambiente defende pagamento para que proprietários mantenham áreas que poderiam ser derrubadas legalmente. Pesquisador aponta que proposta ignora que a maior parte do desmatamento na região é ilegal
Deutsche Welle, 07/10.
ZONA COSTEIRA
Manchas de óleo atingem todos os estados do Nordeste
Em Sergipe, manchas misteriosas forçam governo a decretar estado de emergência, e ameaçam turismo e área de reprodução de tartarugas. Origem do óleo é desconhecida, mas não faltam teorias e boatos
Deutsche Welle, 07/10.
Outras Noticias
Crise no Incra opõe aliado de Bolsonaro a militares
O encontro sobre Patrimônio Agroalimentar reúne palestras, roda de conversa e feira de produtos
Comissão debate exploração mineral em terras indígenas
Audiência debate isenção de licenciamento ambiental para rodovias
Valoração de Serviços Ambientais – 3: Biodiversidade & Sociodiversidade
Parlamento do Reino Unido analisa petição que pede sanções ao Brasil por causa da Amazônia
Mapa mostra avanço de queimadas em terras indígenas com incidência mineral na Amazônia
A vida na Amazônia nunca esteve tão ameaçada como hoje, diz cardeal Hummes
Católicos discordam da atuação de Bolsonaro na Amazônia, aponta pesquisa
Alegando que a TI Comexatibá está sem demarcação, juiz determina a reintegração de posse de área na aldeia Cahy
Ativismos e neoativismos: da efetividade aos tiros nos pés
JBS reduz transparência sobre fazendas de pecuária
Brasil acelera programa para distribuir venezuelanos por seu território
Não cabe produção de laudo antropológico em ação possessória sobre terras invadidas por índios
A lenta resposta do governo às manchas de óleo no Nordeste
Problemas na área ambiental estão ligados ao avanço de moléstias
Confira as edições anteriores
Junte-se ao ISA
Clique aqui e saiba mais!
Siga-nos
ISA - Instituto Socioambiental · www.socioambiental.org
Cancelar recebimento · Sobre o ISA · Banco de notícias · Acervo · Contato