As notícias mais relevantes desta domingo para você formar sua opinião sobre a pauta socioambiental
Se você não consegue ler esta mensagem, acesse https://manchetes.socioambiental.org/ para visualizar em seu navegador
03/12/2018 | Ano 18
As notícias mais relevantes desta domingo para você formar sua opinião sobre a pauta socioambiental
MUDANÇAS CLIMÁTICAS
Nossas expectativas para a COP24
Conferência de Katowice começa com Brasil na berlinda e necessidade de entregar um pacote de ações consistente com os achados mais recentes da ciência. A 24a Conferência das Partes da Convenção do Clima das Nações Unidas, a COP24, começou no domingo (2) em Katowice, Polônia, com um duplo desafio: do ponto de vista formal, os negociadores de 195 países e da União Europeia precisam concluir o chamado “livro de regras” ou “manual de operações” do Acordo de Paris, que determinará, entre outras coisas, a maneira como as metas nacionais de mitigação e adaptação à mudança do clima, as NDCs, serão cumpridas e averiguadas
Observatório do Clima, 1º/12.
COP-24 quer regular Acordo de Paris
Com a missão de criar um plano de ação para implementar o Acordo de Paris, a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, a COP-24, foi aberta neste domingo, 2, em Katowice, na Polônia. O encontro, que seguirá até o dia 14, reúne cerca de 30 mil delegados de 197 países. “Não devemos esquecer as razões pelas quais estamos aqui. Estamos aqui para articular a ação global contra mudanças climáticas. Nenhum governo sozinho pode resolver esse problema. É hora de dar vida ao Acordo de Paris”, declarou o polonês Michal Kurtyka, presidente da COP-24, na abertura
OESP, 3/12, Metrópole, p.A18.
Bolsonaro diz que acredita na ciência ao falar de aquecimento global, mas critica países europeus
O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) disse que acredita na ciência ao ser questionado sobre a existência do aquecimento global, mas criticou a preservação de florestas pelos países europeus, muitos dos quais fazem dura defesa de acordos sobre mudanças climáticas. “Eu acredito na ciência e ponto final. Agora o que que a Europa fez para manter as suas florestas, as suas matas ciliares? O que que eles fizeram? Querem dar palpite aqui?”
Deutsche Welle, 1º/12.
POVOS INDÍGENAS
Bolsonaro compara índios em reservas a animais em zoológicos
O presidente eleito Jair Bolsonaro voltou a comparar os indígenas que vivem em demarcações feitas pelo governo a animais em zoológicos . Depois de participar nesta sexta-feira, dia 30, de uma formatura na Escola de Especialistas da Aeronáutica e conceder uma entrevista a emissoras católicas, Bolsonaro comentou sobre a pressão externa que o país teria sofrido nos últimos anos para aumentar o número de reservas indígenas. Para ele, uma das diretrizes da Organização das Nações Unidas (ONU) poderia transformar reservas como a dos índios ianomami, no futuro, em países independentes. Segundo André Villas-Bôas, secretário executivo do Instituto Socioambiental (ISA), não há possibilidade de a ONU transformar as reservas em países
O Globo, 1º/12, Sociedade, p. 25
Indígenas de MT constroem programa de desenvolvimento sustentável e garantem R$ 23 milhões para projetos
Os povos indígenas de Mato Grosso concluíram nesta semana a construção do Subprograma Territórios Indígenas para o REM/MT. O texto final do programa que visa proteção dos territórios foi aprovado na Assembleia Geral dos Povos Indígenas realizada no Posto Leonardo Villas Boas, encerrada na sexta-feira (30)
ICV, 1º/12.; G1/MT, 1º/12.
Nota do Cimi sobre as agressões do Presidente eleito contra os Povos Originários do Brasil
São graves e preocupantes as ideológicas, anacrônicas e recorrentes declarações do presidente eleito sobre os povos originários do Brasil. Bolsonaro insiste em equiparar os povos a animais em zoológicos, o que é, por si só, inaceitável. Ao fazer isso, o presidente eleito sinaliza que os povos podem ser caçados e expulsos por aqueles que têm interesse na exploração dos territórios indígenas e que pensam como ele
Cimi, 1º/12.
Justiça Estadual da Bahia determina reintegração de posse e povo Tuxá corre risco de despejo
O povo Tuxá da Aldeia Mãe, Terra Indígena D’zorobabé, questiona se a Justiça Estadual tem competência para atuar no caso. Território está em processo de demarcação pela Funai
Cimi, 30/11.
O maior número de povos nativos isolados vive na Amazônia
Mais de cem tribos vivem isoladas no mundo, a grande maioria na selva amazônica da América do Sul, nas fronteiras entre Brasil, Peru, Bolívia e Colômbia. Segundo a Funai (Fundação Nacional Indígena), subordinada ao Ministério da Justiça, existem descrições de 107 povos ameríndios isolados, mas o número varia segundo diversos informes e trabalhos de investigação
Estado de Minas, 30/11.
QUILOMBOLAS
Justiça suspende reintegração de posse no Quilombo Campo Grande, em Minas
A Justiça suspendeu, nesta sexta-feira (30), a reintegração de posse da antiga usina Ariadnópolis, no sul do estado de Minas Gerais. No local, vivem cerca de 450 famílias, mais de 2 mil pessoas, que produzem alimentos como milho, feijão e mandioca. O caso tem se arrastado por várias semanas, com a luta dos moradores contra a reintegração de posse que determinava a retirada de pessoas que, 20 anos atrás, passaram a morar e plantar naquelas terras
Brasil de Fato, 1º/12.
Campanha de apoio a agricultores ameaçados de despejo pede boicote a marcas de café
“No Meu Bule Não” alerta para ataque do agronegócio contra Quilombo Campo Grande, produtor do café agroecológico Guaií. A campanha vem promovendo um boicote contra as marcas de café que utilizam grãos do grupo Terra Forte Exportação de Café, do latifundiário João Faria da Silva. O objetivo é fortalecer a resistência contra a ordem judicial de despejo da fazenda Ariadnópolis (MG), onde 450 famílias do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) moram e produzem há mais de 20 anos
Brasil de Fato, 30/11.
Outras Noticias
Quilombolas e ribeirinhos denunciam os impactos da mineração em Oriximiná, Pará
Gestão militar, redeterapia e fé: conheça rotina do único hospital da cidade mais indígena do Brasil
Governador assina decreto que cria a Área de Proteção Ambiental Serra do Itapeti no Alto Tietê
Após 11 anos, Syngenta é condenada pelo assassinato de dirigente do MST no Paraná
Alemanha investe US$ 1,7 bilhão em Fundo Verde do Clima, o dobro do que havia prometido
Áreas indígenas têm dificuldade de atrair médicos
Wired Festival: Projetos locais mostram capacidade inovadora da Amazônia
Pressão do agronegócio se junta a preconceito em novo antiambientalismo
Bolsonaro diz que índio quer dentista e internet
Polícia identifica motorista que atropelou índio da etnia Xavante na BR-070 em outubro em MT
O agronegócio não é uma 'bancada do boi'
'Revolução verde de 1950 agora tem o efeito de degradar o solo'
Triplo amadorismo condiciona visão militar da Amazônia
ONU critica omissão por tragédia de Mariana
Veredas, as reservas de água no coração do cerrado
Explosão de bactérias é ameaça à Bacia do Rio Doce
O presidente no jardim zoológico
'Eles não precisam de nós', diz diretora de ONG que defende tribos isoladas
O clima e a soberania do País
Futuro ambiental projetado para país esbarra em ideias de Jair Bolsonaro
Entenda: O que é o 'Triplo A' citado por Bolsonaro e por que ele não tem a ver com o Acordo de Paris
Brasil chega tímido à Convenção do Clima da ONU, dizem especialistas
G20 apoia reforma na OMC e diz que Acordo de Paris é irreversível
Agenda com EUA inclui 10 prioridades
Conferência do Clima começa com senso de urgência e tensões políticas
Confira as edições anteriores
Junte-se ao ISA
Clique aqui e saiba mais!
Siga-nos
ISA - Instituto Socioambiental · www.socioambiental.org
Cancelar recebimento · Sobre o ISA · Banco de notícias · Acervo · Contato