As notícias mais relevantes desta segunda-feira para você formar sua opinião sobre a pauta socioambiental
15/03/2018 | Ano 18
As notícias mais relevantes desta segunda-feira para você formar sua opinião sobre a pauta socioambiental
POVOS INDÍGENAS
Com tinta e alegria, juventude indígena revitaliza área abandonada em São Gabriel da Cachoeira (AM)
Com muita música, dança, teatro e pintura, jovens e voluntários de todas as idades se uniram em um mutirão artístico entre os dias 28 de fevereiro e 09 de março. Com o grafiteiro manauara Raí Campos, o Raiz, jovens da cidade mais indígena do Brasil revitalizaram uma passagem entre a praia e a praça do Rodoviário em São Gabriel da Cachoeira, onde vinham ocorrendo episódios de violência. O que antes era assustador e maltratado foi substituído por pinturas retratando a vasta cultura dos 23 povos indígenas do Alto rio Negro
Blog do Rio Negro, 14/3.
Audiência sobre denúncia de violações a indígenas na abertura da BR-174 é realizada em Manaus
Lideranças dos Waimiri-Atroari estiveram presentes em encontro. Teve início na tarde desta quarta-feira (14), a audiência judicial referente ao processo em que o Ministério Público Federal (MPF) acusa o Estado brasileiro de cometer violações contra o povo Waimiri-Atroari durante a abertura da BR-174, que liga Manaus à Boa Vista. Lideranças indígenas da etnia estiveram presentes na audiência
G1/Am, 14/3.
Plano de visitação em área indígena volta a ser discutido em comunidade
O desenvolvimento da atividade turística sustentável em áreas indígenas voltou a ser discutido junto à Comunidade Boca da Mata, situada na Terra Indígena São Marcos, no município de Pacaraima, região norte do Estado. O assunto já havia sido debatido em 2015, no entanto, a ausência de recursos e definição de um modelo de turismo por parte dos indígenas comprometeu a efetivação
Folha de Boa Vista, 15/3.
“O homem é terra que anda.” Demarcação de terras indígenas e crimes de atrocidade
Os últimos anos, se não a última década e meia, têm sido marcados por um agravamento às situações de violência e retirada de garantias e direitos constitucionais dos povos indígenas. Diante do cenário devastador e etnocida, as populações ameríndias, particularmente a etnia Xukuru de Ororubá, tiveram uma importante vitória na terça-feira, 13/3, em que a Corte Interamericana de Direitos Humanos reconheceu a responsabilidade internacional do Estado brasileiro na violação aos Direitos de propriedade coletiva, garantia judicial em um prazo razoável e proteção aos indígenas
IHU On-Line, 15/3
Em Brasília, indígenas Karipuna denunciam loteamento e roubo de madeira em terra demarcada há 28 anos
Um povo indígena contatado recentemente, pressionado pela invasão de madeireiros, garimpeiros e, agora, pela venda de lotes dentro de sua terra já demarcada: esta é a situação do povo Karipuna, de Rondônia, cuja condição é definida pelo Ministério Público Federal (MPF) como de “iminente genocídio”
Greenpeace, 14/3.
BACIA DO RIO NEGRO
Ipaam faz levantamento de dano ambiental após vazamento de óleo no Rio Negro
O Comando do 9º Distrito Naval informou que um inquérito será instaurado para apurar as causas, circunstâncias e responsabilidades do acidente com uma balsa que transportava óleo diesel para abastecer a termelétrica do município de São Gabriel da Cachoeira (a 852 quilômetros de Manaus). A embarcação se chocou, no último sábado (10), contra uma pedra submersa no Rio Negro, numa região distante 20 quilômetros da sede do município de Santa Isabel do Rio Negro
A Crítica, 15/3, Cidades, p.C5.
UNIDADES DE CONSERVAÇÃO
Brasil burla meta de Áreas Protegidas e põe em risco seu patrimônio ambiental
Você vai ouvir muito sobre a meta 11 de Aichi nos próximos dias, talvez pela primeira vez, quando o Brasil criar um gigantesco mosaico de Áreas Protegidas (APs) no mar. Mas o país dificilmente irá cumprir este que é um dos mais importantes acordos internacionais para a conservação de sua biodiversidade, segundo concluímos em recente artigo publicado na revista Perspectives in Ecology and Conservation
O Eco, 14/3.
QUILOMBOLAS
MPF pede à Justiça que todas as famílias de território quilombola no PA sejam recompensadas por impactos causados pela Vale
O recurso pede à Justiça que todas as 788 famílias da vila de Jambuaçú, no nordeste do Pará, recebam as recompensas por impactos causados pela mineradora. A atual sentença considera apenas 58. O Ministério Público Federal (MPF) informou nesta quarta-feira (14) que entrou com recurso na Justiça para pedir que todas as 788 famílias do território quilombola da vila de Jambuaçu sejam recompensadas por impactos provocados pela instalação e manutenção de um mineroduto e de linha de transmissão de energia da mineradora Vale. A comunidade fica localizada em Moju, nordeste do Pará
G1/PA, 14/3.
UHE BELO MONTE
Ibama determina que testes nas novas turbinas da usina de Belo Monte sejam suspensos
A medida foi tomada depois do registro da morte de peixes no rio Xingu. Empresa vai ter que apresentar ao Ibama um plano de mitigação em relação à morte dos peixes. Durante uma visita a Altamira na tarde desta terça-feira (13), a presidente do Ibama falou sobre a notificação feita pelo instituto na última sexta-feira (9) à Norte Energia, responsável pela usina. O Ibama determinou que a empresa parasse os testes
G1/PA, 13/3.
GERAL
Crise hídrica ainda é contornável
"A necessidade de mudança é urgente: devemos quebrar o ciclo de danos ambientais causado pela indústria fóssil, fortalecer a governança sobre recursos naturais comuns - não apenas água, mas terra, cobertura florestal e também o ar -, com políticas públicas em todas as esferas de governo, e assegurar um futuro mais sustentável e justo, com energias renováveis, livres e acessíveis” artigo de Nicole de Oliveira e Nathália Clark
Valor Econômico, 15/3, Opinião, p.A13.
Embrapa faz acordo para cana transgênica
A Embrapa Agroenergia assinará nesta quinta-feira (15) contrato de parceria de quatro anos para a produção de uma nova variedade transgênica de cana-de-açúcar resistente à broca, maior praga da cultura, e ao herbicida glifosato, o mais usado no setor. Embora assinado agora, o projeto teve início em novembro e a expectativa é que em até quatro anos a variedade esteja disponível para negociações
FSP, 15/3. Mercado, p.A29.
Outras Noticias
Exército monta acampamento para receber indígenas resgatados de aldeia alagada
MPF e prefeitura de Eirunepé firmam acordo para melhoria de serviços a indígenas
Municípios da Amazônia vão passar por capacitação para receber selo Unicef
Estudo da botânica amazônica reforça importância da biodiversidade
Diversidade de aves da Serra da Canastra é desvendada em livro
Nova portaria do Selo de Identificação da Participação da Agricultura Familiar (Sipaf) é publicada
Desastre no Pará evidencia perigos de flexibilizar licenciamento
Entre dez parlamentares condenados à prisão na atual legislatura, dez são ruralistas
Frente Ambientalista homenageia o ministro
Medicamentos e Meio ambiente: soluções individuais, problemas coletivos
Roraima deve fazer leilão para reforçar geração de energia
Confira as edições anteriores
Junte-se ao ISA
Clique aqui e saiba mais!
Siga-nos
ISA - Instituto Socioambiental · www.socioambiental.org
Cancelar recebimento · Sobre o ISA · Banco de notícias · Acervo · Contato