As notícias mais relevantes desta segunda-feira para você formar sua opinião sobre a pauta socioambiental
13/03/2018 | Ano 18
As notícias mais relevantes desta segunda-feira para você formar sua opinião sobre a pauta socioambiental
POVOS INDÍGENAS
Estreia em Manaus filme sobre a origem do mundo dos povos tukano
Expedições pelo rio Negro e Uaupés registradas no documentário "Pelas Águas do Rio de Leite" percorreram locais sagrados para os povos indígenas da família tukano
Direto do ISA, 12/3.
Corte Interamericana de Direitos Humanos condena Brasil por violação de direitos de índios
O Brasil foi condenado, nesta segunda-feira, pela Corte Interamericana da Direitos Humanos (CIDH) pela violação de direitos dos índios xucuru à propriedade coletiva e a garantia e proteção judicial. Segundo o tribunal internacional, que tem sede em San José, na Costa Rica, o Brasil não teve um “planejamento razoável” para demarcar a área em Pernambuco destinada aos índios. A atuação do Brasil afetou 2.300 famílias dos xucuru. Elas estão distribuídas em 24 comunidades
O Globo, 12/3, Brasil.
Nova ferramenta vai auxiliar na fiscalização em terras indígenas
A Funai criou uma ferramenta de fiscalização de ocorrências de desmatamento e degradação em terras indígenas. O Portal do Centro de Monitoramento Remoto (Portal CMR) fornece dados públicos e de fontes oficiais que servem para pesquisadores acadêmicos, comunidades indígenas e público em geral
Rádios EBC, 12/3.
FAO e fundo latino-americano firmam acordo para combater fome e pobreza entre povos indígenas
Erradicar a pobreza, a fome e a desnutrição que afetam os povos indígenas é o principal objetivo do trabalho conjunto a ser desenvolvido pelo Fundo para o Desenvolvimento dos Povos Indígenas para a América Latina e o Caribe (FILAC) e pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO)
ONU BR, 12/3.
UHE BELO MONTE
Morte de peixes paralisa turbinas de Belo Monte
Ibama pediu a suspensão dos testes na hidrelétrica do Xingu após constatar a morte de uma tonelada de peixes no início deste ano. A concessionária Norte Energia, dona da hidrelétrica de Belo Monte, foi notificada pelo Ibama, para que paralise os testes e operações de suas novas turbinas, até que apresente uma solução definitiva para evitar a morte de peixes no lago da hidrelétrica. Entre fevereiro e março, uma tonelada de peixes mortos foi retirada do local
OESP, 13/3, Economia, p.B8.
Que droga é essa?
"Um mundo sem crimes e sem drogas (lícitas e ilícitas) não existe. Mas a conclusão de que a violência é uma causa direta da presença de usuários de drogas (ilícitas) é falsa. A maior taxa de homicídios no Brasil, em Altamira, no Pará (Atlas da Violência 2017), é uma “prova incontestável” do erro. Os “culpados”, nesse caso, foram as violações ao meio ambiente e a remoção forçada de milhares de famílias durante a construção da usina de Belo Monte" coluna de Ligia Bahia
O Globo, 12/3, Opinião.
AMAZÔNIA
"Terra de ninguém", floresta desprotegida da Amazônia é maior que a França
Quase um quarto das florestas públicas da Amazônia está sem proteção e sob risco maior de desmatamento. São 70 milhões de hectares de floresta, uma área maior que todo o território da França. Para os pesquisadores Claudia Azevedo-Ramos, do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos da Universidade Federal do Pará, e Paulo Moutinho, do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia, a falta de projeto ou destino de uso faz com que estas áreas sejam "terra de ninguém"
UOL, 13/3 Ciência e Saúde.
Santo Antonio e Aneel
A Santo Antonio Energia, concessionária da hidrelétrica de Santo Antonio, no rio Madeira (RO), solicitou que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) inicie o processo de restabelecimento de sua garantia física para 2.424 megawatts (MW) médios. Segundo a companhia, os trâmites necessários para que a hidrelétrica ganhe nova autorização do Ibama para que a usina volte a operar na cota de 71,3 metros, ante os 70,5 metros atuais, devem ser concluídos em breve. Com isso, a garantia física, que foi reduzida em 96,1 MW médios, deve ser restabelecida
Valor Econômico, 13/3, Destaques, p.B1.
POLÍTICA SOCIOAMBIENTAL
Frente Ambientalista reúne ONGs para definir prioridades do setor para 2018
A Frente Parlamentar Ambientalista reúne, nesta quarta-feira (14/3), organizações da sociedade civil para definir as ações de 2018. O encontro será realizado às 8h30, no restaurante do 10º andar do Anexo 4 da Câmara. O coordenador do grupo, deputado Alessandro Molon (PSB-RJ), quer discutir estratégias que garantam a aprovação de propostas de proteção socioambiental e barrem aquelas prejudiciais ao meio ambiente. A reunião terá a participação de ONGs, como SOS Mata Atlântica, Instituto Socioambiental, Greenpeace e WWF-Brasil
Agência Câmara, 12/3.
GERAL
Fundos patrimoniais são saída para financiar ONGs
Em debate, especialistas defendem nova legislação para facilitar doações. Para acelerar o investimento social privado e fomentar ONGs e negócios sociais no Brasil, é preciso aumentar a segurança jurídica, criar mais incentivos fiscais e apostar numa mudança de cultura para atrair doações. Essa foi a conclusão dos debates realizados nesta segunda-feira (12/3), no evento "Inovação Social - Desafios e Novos Modelos", promovido pela Folha e pela Fundação Schwab às vésperas do Fórum Econômico Mundial para a América Latina
FSP, 13/3, Mercado, p.A22.
Mineroduto da Anglo vaza e minério atinge rio
Uma tubulação do mineroduto Minas-Rio, da Anglo American, rompeu ontem e lançou polpa de minério de ferro no ribeirão Santo Antônio, em Minas Gerais. Não houve vítimas. Ao Valor, a empresa disse, por meio de sua assessoria de imprensa, que não sabe ainda quais foram as causas do rompimento nem por quanto tempo o vazamento durou. A empresa de saneamento de Minas, Copasa, e técnicos do governo estadual vão averiguar a situação e determinar as medidas ambientais necessárias
Valor Econômico, 13/03, Empresas, p.B3.
Prefeitura de SP cobra R$ 4,2 bilhões de multas ambientais e de inspeção veicular
A gestão do prefeito João Doria (PSDB) criou um grupo de ação para cobrar cerca de R$ 4,2 bilhões de multas ambientais aplicadas na cidade de São Paulo nos últimos anos, mas que não foram pagas e correm risco de prescrever. O valor corresponde a 20 anos de orçamento da Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente, responsável pelas autuações, e é mais do que o dobro de todo o investimento feito pela Prefeitura na capital no ano passado – R$ 1,9 bilhão
OESP, 13/3, Metrópole, p.A14.
Outras Noticias
Terceira Seção declara competência da Justiça Federal para apurar agressão contra índio
S.O.S aos mananciais
Ilha das Cinzas: um laboratório de tecnologias ambientais na Amazônia
8º Fórum Mundial da Água vai debater uso e preservação dos recursos hídricos da Amazônia
Um dos líderes comunitários de associação que denunciava crimes ambientais em Barcarena é morto a tiros
Congresso internacional divulga novas tecnologias para o cultivo da mandioca
Um novo tubarão nas águas afetadas pela Samarco
Brasil bloqueia teto de emissões para navegação
Confira as edições anteriores
Junte-se ao ISA
Clique aqui e saiba mais!
Siga-nos
ISA - Instituto Socioambiental · www.socioambiental.org
Cancelar recebimento · Sobre o ISA · Banco de notícias · Acervo · Contato