As notícias mais relevantes desta domingo para você formar sua opinião sobre a pauta socioambiental
Se você não consegue ler esta mensagem, acesse https://manchetes.socioambiental.org/ para visualizar em seu navegador
10/01/2018 | Ano 18
As notícias mais relevantes desta domingo para você formar sua opinião sobre a pauta socioambiental
BIODIVERSIDADE
Babaçu na merenda
"A convite do Instituto Socioambiental, minha amiga, grande culinarista e nutricionista Neide Rigo e eu fomos ao Pará incentivar o uso da farinha de babaçu na merenda escolar. A farinha de babaçu, nome que preferimos adotar ao invés do original mesocarpo de babaçu, para não causar tanta resistência, é abundante no estado do Pará, porém não muito utilizada na culinária do dia a dia nas casas de família, escolas, hospitais. A ideia da viagem era incentivar a compra pela prefeitura de Altamira e Vitória do Xingu, da farinha de babaçu proveniente da Reserva Extrativista do Rio Iriri para escolas e hospitais da região", depoimento de Bela Gil
Revista TRIP/TPM, 21/12
Fungos em fezes dão pistas sobre fim de bichos gigantes
Estudo publicado pela revista científica "Quaternary Research" indica que a megafauna do Brasil começou a sumir antes de os humanos chegarem, talvez por razões climáticas. As conclusões são de um trio de pesquisadores do Instituto de Tecnologia da Flórida (EUA). Eles estudaram um dos mais importantes complexos pré-históricos do Brasil, a região de Lagoa Santa (MG). Recolheram, dataram e analisaram sedimentos de duas lagoas da região e procuraram esporos de um fungo que só nasce em fezes de grandes mamíferos
FSP, 10/01, Ciência, p.B7.
POVOS INDÍGENAS
Cabeça de índio em museu gera polêmica
A cabeça cortada de um indígena, exposta no Weltmuseum, de Viena, e usada como troféu de guerra pelos índios Munduruku, etnia do Norte do Brasil, tem gerado polêmica entre alguns frequentadores. De acordo com reportagem do jornal “The Art Newspaper”, especialistas criticaram a instituição por mostrar restos mortais de um representante de povos originários e não fornecer informações sobre a procedência da cabeça e dos demais artefatos, datados do século XIX. Os Munduruku tinham o hábito de cortar cabeças de índios inimigos e enfeitá-las como forma de atrair boa sorte
O Globo, 10/01, Segundo Caderno, p.6.
MINERAÇÃO
Novo futuro para a Bacia do Rio Doce
"Passados mais de dois anos do rompimento da barragem de Fundão, em Mariana (MG), a reparação dos danos causados pelo desastre suscita cobranças por parte das comunidades atingidas, autoridades e sociedade civil. Os impactos exigem medidas nunca vistas no Brasil, que precisam conciliar diálogo, conhecimento técnico e demandas emergenciais", artigo de Andrea Azevedo, diretora da Fundação Renova
O Globo, 10/01, Opinião, p.13.
SEMIÁRIDO
‘É possível tornar o semiárido brasileiro verde’
“Quero usar a ciência para mudar a vida das pessoas. O ex-primeiro-ministro de Israel, Ben-Gurion, tinha o plano de florescer o deserto. Decidi o que gostaria de fazer quando li sobre ele: transformar áreas que não são férteis em produtivas. O semiárido brasileiro é o mais populoso do mundo. Israel tem toda a parte tecnológica para combater a desertificação de Negev, mas essa região não é tão habitada quanto a nossa. É possível tornar o semiárido brasileiro verde e produtivo. Além disso, a produção de alimentos pode gerar mercado de trabalho por lá", entrevista com Isabel Campos Portugal, bióloga
O Globo, 10/01, Página 2, p.2.
Outras Noticias
Na via do meio
Mulheres indígenas na América Latina enfrentam barreiras no acesso a direitos básicos
Indígenas ocupam Casa de Apoio à Saúde Indígena em Manicoré, no AM
Indígenas do Maranhão buscam romper com o resto da sociedade
Livros sobre Terra Indígena Alto Rio Guamá estão disponíveis para download
No Chile e no Peru, papa tentará fortalecer compromisso com indígenas
Índios pedem para PF investigar assassinato de professor em Penha
Pela primeira vez na história índio ocupa cargo especializado na Funai
Parecer da AGU provoca onda de despejos, morte e desesperança para indígenas Guarani Kaiowá e Terena no MS
Confira as edições anteriores
Junte-se ao ISA
Clique aqui e saiba mais!
Siga-nos
ISA - Instituto Socioambiental · www.socioambiental.org
Cancelar recebimento · Sobre o ISA · Banco de notícias · Acervo · Contato